Direito de Resposta

Fórum destinado a debates sobre assuntos de caráter jurídico, político, social e afins.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Lições de um fracasso

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Amaral
Admin


Mensagens : 51
Data de inscrição : 29/05/2009
Idade : 43
Localização : Carapicuíba

MensagemAssunto: Lições de um fracasso   Qua 24 Jun - 20:12

Nada como um bom "fracasso" na vida de uma pessoa, é incrível as lições que podemos tirar de uma boa derrota, "não existe remédio mais amargo que a possibilidade de se curar" já dizia um médico amigo meu. A cura nos traz a responsabilidade de melhorar, de se levantar e ir adiante, temos que parar de chorar e largar as muletas.
As vezes a melhor chance de ganhar uma guerra é perder uma batalha, existe um ditado grego que diz "As vezes quando se perde, se ganha e ganhando certamente perderemos". Neste semestre perdi uma batalha que certamente me tornou ainda mais obstinado pelo objetivo que almejo. Nunca vou esquecer deste momento, vivo com sono e sempre buscando um tempo para dormir, mas agora acordei! Bom dia a todos!
Pergunta: Alguém mais discorda de um único método de avaliação, não existiria um jeito mais eficiente de avaliação??


Última edição por Amaral em Sex 26 Jun - 0:01, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://direitodresposta.forumeiros.com
Matheus
Admin
avatar

Mensagens : 49
Data de inscrição : 17/06/2009
Idade : 26
Localização : Onisciente!

MensagemAssunto: Re: Lições de um fracasso   Qui 25 Jun - 0:25

O metódo utilizado Por Maria cristina , vulgo MC, é um dos piores ,pois diferente dos outros professores (cujas provas são questões com carater explanativo, argumentativo, reflexivo) é baseado somento no que foi dito, contado, escrito, isto exclui o minimo de interpretação que uma prova deveria requerer , para garantir que o aluno desenvolva seu raciocinio logico e sua capacidade de argumentação, nos transforma em robôs leitores que devem transcrever atraves da memória tudo que ela disse , passou nos seminarios , sem alterar uma palavra do contrario não seremos bons o suficiente para hddr.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Osmar



Mensagens : 71
Data de inscrição : 18/06/2009
Localização : Kuldomundo

MensagemAssunto: PEDE PRA SAIR!!!!   Qui 25 Jun - 2:21

Amaral, meu caro e lamuriante colega!!! Pensei ter ouvido você falar que tinha aprendido as regras do jogo!!! Ou este novo tópico é só um desabafo?!?!? A disciplina questionada é só uma das primeiras das que virão em cinco (05) anos. Parece raso, mas existe toda uma metodologia de ensino a se seguir. No começo, nós somos obrigados a engolir um caminhão de informações sem se preocupar como e quando! É passado aquele discurso de que nós (iniciantes no ensino superior) temos que nos despreender do paternalismo do ensino médio, bla bla bla. Não sei se vocês notaram, mas estamos sob a égide de uma educação que marcha sobre os auspícios da ciência DOGMÁTICA!!! O mais importante nesta fase inicial, caro Amaral, não é só saber as regras do jogo. É preciso algo mais. Sabe jogar truco??? Saber as regras deste jogo faz você ganhar o tento??? Não!!!! É preciso saber as artimanhas do jogo, É PRECISO SABER "JOGAR"!!! Assim o é na Faculdade e também - você sabe muito bem disso -, na vida!!! Quanto ao método, antes de mais nada, lembremos que se trata de uma disciplina que estuda HISTÓRIA do Direito!!! Então, história é história!!! Ou você aprende com ele, ou ele só foi história!!! Finalizando, por mais impróprio que seja a metodologia de ensino, é uma forma de aprendermos que existem outras formas de condução de um trabalho que não seja exatamente a apropriada. Assim, diante desse enrosco, a parte coesa disso tudo é absorvermos isso, deglutir e aprender. Estou sendo chato?!?!? Mas é uma questão chata!! Só para compartilhar esse seu momento, caro colega, quando fiz ADM no Mackenzie, peguei DP em Contabilidade de Custos I e II, porque o professor era uma ...osta! Ele era o professor dessas duas matérias. Fui fazer as DP e advinha qual professor era?!?! Exatamente, novamente DP das DP's. Uma ...osta bem grande!!! Assim, pensei: será crível que sou uma anta assim tão Anta!!! Que raios de mandinga existe nessa ...osta de disciplina que não conseguia entender?!?!? Não!!!! Não podia ficar assim. Me determinei, vou estudar e vou passar!! Fui fazer as DP's no semestre seguinte e advinha quem era o professor?!?!?!? Exatamente!!!!! Aquilo me fortaleceu. Pensei, se o problema for a qualidade de ensino do professor, vou superá-lo. Se o problema for eu, também vou superá-lo. No final, superei os dois problemas. Virei PhD em Custos I e II!!! Lutai, meu colega, lutai.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Osmar



Mensagens : 71
Data de inscrição : 18/06/2009
Localização : Kuldomundo

MensagemAssunto: JÁ IA ESQUECENDO!!   Qui 25 Jun - 2:38

Já ia esquecendo. Peguei DP em Economia também. Mas é porque tentamos tirar o professor, porque ele era muito ruim (tinha conhecimento, mas era muito ruim). O problema é que ele era o presidente da Cadeira de Economia do Mackenzie. Me ...odi bem ...odido!!! Viu o que dá não jogar as regras do jogo?!?!? Se ...ode!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaral
Admin


Mensagens : 51
Data de inscrição : 29/05/2009
Idade : 43
Localização : Carapicuíba

MensagemAssunto: Lições de um fracasso 2   Qui 25 Jun - 4:55

Osmar meu caro amigo,aceitarei o rótulo de lamuriante mas as críticas ao processo de avaliação não é pelo meu insucesso,antes já pensava assim, no passado houve varios movimentos clamando mudanças que foram sufocados, porém outros obtiveram sucesso! A tal métodologia de ensino anteriormente citada, gera mais de 80%de reprovação no exame da ordem,se você ler o histórico sociológico da métodologia de ensino jurídico ,vai notar que da época das universidades primitivas até hoje pouca coisa mudou no tocante aos métodos.Toda a responsabilidade da apostasia fica sobre o estudante,somos autônomos no tocante ao aprendizado e submissos no que tange à avaliação! O sistema é falho,baseado na sua experiência pessoal, qualquer um de nossa classe não acreditaria que você teve tantas dificuldades em outro curso, Você é um dos caras mais intelectualmente completo e detalhista que conheco( ao meu ver).
Mas as lições que você aprendeu após duas dps,eu espero já ter aprendido agora,"não importa quem esteja no comando do barco é bom aprender a nadar logo" já dizia meu velho pai. Quase um milênio de enganos acadêmicos não mudará agora,somos ensinados a pensar para depois sermos reprimidos,muitos alunos vão mal sem serem necessariamente maus alunos , este é o sistema!Quanto a saber jogar? Mesmo tendo malícia e sabendo blefar as vezes a mão vira e agente perde! Mas é do jogo. Respondendo a uma pergunta que você fez ao Matheus, eu sou finalista não acredito em destino e creio em livre arbitrio. Porém conto com ajuda divina sempre.
É uma contradição, uma profissão que nos códifica para nos ensinar a arrasoar!!!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://direitodresposta.forumeiros.com
Osmar



Mensagens : 71
Data de inscrição : 18/06/2009
Localização : Kuldomundo

MensagemAssunto: Para o Amaral   Sex 26 Jun - 1:56

Amaral, tu tocastes num assunto um tanto quanto complicado. O dualismo da Cristandade e a vida do homem!?!?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Osmar



Mensagens : 71
Data de inscrição : 18/06/2009
Localização : Kuldomundo

MensagemAssunto: MAS, QUANTO A METODOLOGIA...   Sex 26 Jun - 2:24

Então Amaral, 80% no exame da Ordem! Você sabe o porquê. Não tem relação só com a metodologia aqui em comento. Aliás, têm muito a ver sim. Estava lendo a introdução do livro do Rizzato e ele muito bem exemplifica essa situação. Hoje, infelizmente, até o ensino virou "comércio" (Aliás, nunca deixou de ser haja vista o poder do conhecimento). Rizzato fala, salvo engano, que o ensino hoje no Brasil virou um pacote! Não tem nenhum cunho filosófico, nem hermenêutico, nem nada!!!! Você "compra" o pacote para poder receber um papel chamado "diploma" para, aí, conseguir labutar. Lembra daquela passagem (numa das aulas da MC) que fala do Renascimento do Direito Romano, onde haviam três linhas de transmissão de conhecimento, que por um acaso não lembro de todas, mas, de qualquer modo, tinha a linha tecnicista que se preocupava somente em formar tecnólogos, ou seja, mão-de-obra. Vivemos isso hoje; outra linha era a filosófica. Hoje filosofar não dá dinheiro e muito menos traz o feijão pra dentro de casa. Conhecimento, em sua essência, são para poucos. Hoje, para nós, ela é só funcional. Assim, caímos novamente à questão da metodologia, mas precisamente a da avaliação do conhecimento. Se você parar para pensar, a grande maioria delas são parecidas. Nos é transmitido a matéria, ou pontas dela, e, depois, sofremos uma avaliação com perguntas pontuais, mas, sobretudo sobre a matéria. Não nos é dado a oportunidade de opinar sobre a matéria. Os professores não estão, em sua maioria, gabaritados a avaliar as respostas, porque mesmo eles foram dogmatizados e especializados. E Filosofia não é uma parte, mas o todo! Já era!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
alex



Mensagens : 49
Data de inscrição : 18/06/2009

MensagemAssunto: Volteeei! rsr   Sex 26 Jun - 16:22

Fala galera. Fiquei alguns dias sem postar e vi que o negócio aqui ta pegando fogo heim? rsrs..

Brincadeiras a parte, achei interessante esse "tópico desabafo", mas é de real importância que seja discutida essa questão de determinação e coisa e tal mas, principalmente no tocante às regras do jogo.

Antes de começar o curso, eu ja me atentava muito para essa questão, de jogar o jogo da forma como ele é. O jogo não vai mudar só porque um novo jogador entrou(no caso nós do primeiro ano). A analogia que o Osmar fez com o jogo de truco foi perfeita. Você conhecer o jogo não faz você ganhar o tento. Porém se você sabe como jogar já ajuda concordam?

Segundo o nosso querido guru dos concursos Dr. William Douglas(juiz federal), muitas pessoas consideradas muito inteligentes deixam de passar em concursos público porque questionam demais, enfeitam demais. Não é o seu caso Aurismar. Mas penso que muitas vezes a chave para conquistarmos uma boa nota é conhecer as regras do jogo e fazer o famoso "feijão com arroz".

O que o professor, a banca, o avaliador mais quer é que você dê a resposta certa. Quando você sabe como jogar e joga "simples", você vai passeando pela sua prova colhendo seus pontinhos, um por um.

Esse lance das Dp's do Osmar e tals é muito motivacional; ajuda muito quando você usa uma metralhadora pra matar um passarinho(passarinho=professor), todavia temos que usar o nosso conhecimento de maneira que se adapte ao cara que tem o poder da caneta.

Para fechar, a respeito da MC penso que o método de avaliação dela seja o seguinte: Faça sua prova e se for citar algum autor e/ou professor, cite ela. Pra ser mais claro, coloque exatamente aquilo que ela falou e pronto.

Na prova dela eu tirei 7, mas teve uma questão que eu citei um professor que falava o contrário daquilo que ela tinha falado. Mas eu só citei a corrente para mostrar que eu também conhecia a corrente contrária. Resultado: 7. Mas tá bom né?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Lições de um fracasso   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Lições de um fracasso
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Jean Wyllys classifica manifestação em Brasília como “fascista” e “fracasso retumbante”; Silas Malafaia responde: “Chora capeta!”

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Direito de Resposta :: Geral :: Saudações-
Ir para: